domingo, 26 de junho de 2005

Diversão de baixo custo

Nos momentos de aperto de cinto, lá vai um roteiro para quem tem miolo na cuca e bolso furado:

Instituto Ricardo Brennand
Nem só de pirôca e papudinha vive a arte dos Brennand. O cidadão Ricardo (não o Francisco) Brennand, montou o melhor espaço para deleite de aficionados por história e cutelaria. É de deixar qualquer um babando. Tem exposição permanente do Artista Frans Post que pintou o Brasil para Holandês ver. Tem mais armas, esculturas e armaduras.
Coisa de primeiro mundo, e preço de pedinte... ZERO Real :-D
Nota: 10 Custo: ZERO
Obs: É o pipoco, Du K, Animal, Show..... Imperdível


Projeto Peixe Boi
Segundo estimativas só restam 500 (ou menos) peixes bois marinhos pelas praias do Brasil.
É um bicho que chega a ser estúpido. Criaturas da espécie Homo Sapiens são seus maiores inimigos, e dão cabo dos coitados com arpões, faca, tiro ou explosivos.
A Base principal do Projeto Peixe Boi Marinho fica na Ilha de Itamaracá em Pernambuco.
Tem um cinema que fica dentro de um Peixe Boi gigante, muitos tanques com visão lateral e por cima. Existe ainda um museu sendo construído no local.
Nota: 7 Custo: R$ 3,00 entrada por pessoa
Obs: Passeio legal, principalmente se você estiver pretendendo almoçar em Itamaracá.


Forte Orange
Olha ai... Você viu os Peixes que mamam e agora ficou puto porque só perdeu uma hora e meia...Do lado da Base do Projeto do Peixe Boi está o Forte Orange. O forte foi erguido por portugueses e depois ampliado por Holandeses (Ou foi o contrário ?). Peça para ver o “Corredor da Morte” e descubra porque fazem piadas com os portugas.
Nota: 6 Custo: R$ 2,00 entrada por pessoa (+ um dindin que você terá que pagar para um guia te mostrar o pouco que tem lá)
Obs: Caríssimo se considerar a estrutura, o patrimônio está largado mesmo. Mas vale o passeio.

Coxinha perto da locadora
Esse foi um passeio gostoso e baratinho. Em Candeias na galeria que fica a Game Vídeo Locadora tem uma lanchonete minúscula, que serve uma coxinha a R$ 1,00.
Nota: 10 Custo: R$ 1,00 cada coxinha (Hummm babei no teclado!)
Obs I: Não peça coxinha com catupiri, de cara nunca é catupiri, OH! Trem ruim sô!
Obs II: Aproveita que tá perto e vai na locadora, pega “As Branquelas”, risadas garantidas.


Claro que durante todo o roteiro tive a companhia de Liz, que passou 16 dias das férias aqui na toca em Candeias, curtindo muita chuva, Delerium, Ben Harper e Eric Clapton. Além das delicias culinárias inventadas pelo mestre que esfrega os dedos no teclado nesse instante... Café Espumoso, Macarrão Grano Duro com carne ao molho doideira e um mimo inventado pela patroa, bolacha cream cracker frita e esfarelada.
Pena que foram só 16 dias :-(
Mas tem a vida inteira ai pela frente para novos roteiros.
Postar um comentário