segunda-feira, 22 de agosto de 2005

Michael Dell

Estou lendo pela segunda vez a autobiografia do Michael Dell.

A tradução não deve ter passado na mão de nenhum ombudsman, ou pior, Michael tem mais coisas em comum do que eu imaginava :D

Alguns dos trechos me deixaram com o cabeção formigando...

Em um certo momento da vida da DELL, eles reuniram a imprensa para apresentar uma nova linha de produtos, e dos 20 participantes, apenas 1 fez criticas favoráveis.

Um outro critico, chegou a dizer que a DELL não passaria da casa dos US$ 100 milhões em vendas. Bem, a DELL fechou seu ultimo ano fiscal em 28 de janeiro de 2005, com um número um pouco maior que isso, US$ 49,205 Bilhões.

Quando da expansão global, muitos alertaram que a DELL não conseguiria implantar seu sistema de vendas em outros países.

A DELL desde o inicio foi pela contra mão do mercado. Investiu muito no inicio para ter o PC mais veloz, mas com a consciência que isso não seria um ponto chave a longo prazo.

Ao mesmo tempo que aumentava a produção de maquinas, crescia na qualidade de serviços.

E essa empresa começou em um quarto de universidade com um investimento de US$ 1 mil.

Contra todos, inclusive seus pais, que queriam que ele concluísse a faculdade de medicina, o Michael Dell ágil por um impulso comum nos visionários. Não que naquela época existia pouca concorrência, pelo contrário, mas ele se focou em criar o que o mercado queria não o que ele podia enfiar goela a baixo nos clientes.
Postar um comentário