domingo, 15 de janeiro de 2006

À Beira da Loucura (On The Edge)

Antes do filme
Eu queria saber porque diabos os filmes tem os títulos originais distorcidos. Vamos alegar que um título mais popular atrai maior público, mas pelo amor de Deus, quem vai assistir um filme sobre suicidas não entra na locadora atrás de produções do Renato Aragão.
Ainda por cima, A Beira da Loucura é o mesmo título de outro filme, do diretor John Carpenter, que o nome original é In the Mouth of Madness, vai entender esses malucos!?


O Filme
Indicar filmes que adoro é complicado, eu sou fascinado por Madagascar e A Estrada Perdida, Fome Animal e Ultraman também estão na lista dos preferidos.
À Beira da Loucura não é um filme denso como O Hotel de Um Milhão de Dólares do Wim Wanders, muito menos poético. Mas é um filme legal. Não é uma sessão da tarde, mas torna a ótica sobre os malucos sem causa um bom aperitivo para quem tem dúvidas sobre seus próprios parafusos. Acho que é o filme ideal para jovens na casa dos 20 anos que ainda não escolheram se pulam ou não do arranha céu.

Por favor, não leia a capa do DVD, é ridículo. Para completar a cagada, o filme não tem Extras, e algum gênio do marketing resolveu colocar um item: Sinopse. Que descreve a mesma baboseira que está na capa. Para completar o roubo, o som é 2.0. O DVD original importado tem som 5.1 e Extras de verdade.

Mas o que mais chama a atenção no filme é a trilha sonora de maluco nenhum botar defeito, o filme começa com Smashing Pumpkins, com a famosa 1979, um hino para quem tem um pé na beira do precipício (Já cantei essa música aos berros indo para casa). Segue com Blur, Supergrass, Pixies, The Jam...

Soundtrack (playlist):
http://www.imdb.com/title/tt0221559/soundtrack

Trailer:
http://www.rottentomatoes.com/m/1109473-on_the_edge/trailers.php

Inspiração:
Durante o tempo que perco escrevendo tudo isso, rola uma trilha pra lá de progressiva:

King Krimson
(Que ainda está sendo estudada)
The Mars Volta (Banda da Califórnia que foi amor a primeira ouvida, muito boa, mistura de Led+Pink Floyd+Yes)
Pain of Salvation (Muito cabeça, mas tem uma sonoridade com detalhes de mestres do instrumental progressivo mais pauleira)
Fluke (Rock eletrônico cinematizado, acho que Absurd é a música mais tocada em filmes de ação futuristas)
Spyro Gira (Para dar um refresco, porque sem Jazz ninguém vive)

Descoberta:
O Sigur Ros roubou legal a música "Agaetis Bjryun", é descaradamente chupada do King Crimson em "In the court of the Crimson King".
Postar um comentário