quarta-feira, 25 de janeiro de 2006

Nobody's Hero - Rush

Irão terminar me taxando de gay por defender gays.
Mas a letra dessa música diz tudo.
Não é bem defesa, o problema é a recriminação...
Sou contra recriminações, e mais ainda contra
preconceitos.
Mas se bichinha vier dar em cima vai levar é
porrada. :)

Aproveitando...
Essa música faz parte do disco Counterparts, muito legal para quem ainda é cru sobre Rush.






Nobody's Hero (tradução)

Ninguém é Herói


Eu sabia que ele era diferente em sua sexualidade
E fui às suas festas, como a minoria hétero
E isto nunca pareceu uma ameaça à minha sexualidade
Ele apenas me mostrou uma realidade mais ampla

Com o passar dos anos, nós nos afastamos
Quando eu ouvi que ele tinha falecido
Eu senti um vazio em minha alma
Mas ele não é herói para ninguém --

Herói -- aquele que salva a criança que está se afogando
Cura uma doença incurável
Herói -- pousa o avião com problemas
E resolve grandes mistérios

Herói -- não o ator bonito
Que faz o papel de herói
Herói -- não a garota glamorosa
Que adoraria vender sua alma
Se alguém compra isto
Ninguém é herói

Eu não conhecia a menina, mas eu conhecia a sua família
Todas as suas vidas foram despedaçadas
Em um pesadelo de brutalidade
Eles tentam continuar, tentam suportar a agonia
Tentam manter alguma fé
Na bondade da humanidade

Como o passar dos anos, nós nos afastamos
Quando eu soube que ela havia falecido
Eu senti um vazio na alma
Mas ela não é heroína de ninguém --

Herói -- a voz da razão
Frente à multidão inquieta
Herói -- o orgulho proposital
Em uma tarefa irrecompensável

Herói -- não aquele jogador vencedor
Que joga perfeitamente
Não o garoto glamoroso
Que adora vender seu nome
Todos compram
Ninguém é herói

Com o passar dos anos, nós nos afastamos
Quando eu ouvi que vocês tinham falecido
Eu senti um vazio em minha alma

Herói
Postar um comentário