terça-feira, 17 de outubro de 2006

O que é liberdade?














Eu era criança, e meu pai era chegado em uma teoria da conspiração, mas quando corriam boatos pelas ruas de que uma revolução estava por vir, as pessoas mais esclarecidas ficavam em pânico. Estou falando do inicio dos anos 80, período até tranqüilo para um governo militar. Lembro de minha mãe aflita tentando fazer o velho parar que gritar seu brado de libertação: _Todo político é ladrão.

Lembro que nessa época, mesmo os ricos, eram mais parecidos com a massa, algo como uma tribo indígena, onde os mais abastados seriam os mais próximos do chefe, e quem está próximo do poder sempre leva vantagem. Mesmo assim, a cultura geral era mais democrática. Não que o povão tivesse o mesmo conhecimento dos mais abonados, não sei como explicar, mas a minha impressão era de que todos se falavam e se entendiam, mesmo que fosse só para o mais humilde ficar no seu devido lugar.

Era um periodo em que liberdade era só uma palavra. Mas existiam palavras que eram comuns no vocabulário popular, coisas como: honestidade, trabalho duro, honra e familia.

Em 20 anos o mundo virou de cabeça para baixo. Vi pela TV o murro de Berlin ir ao chão, e tinha certeza que entendia melhor aquele fato que meus pais.
Vi a União Soviética passar de superpotência a terceiro mundo. Vi a globalização cultural e capitalista tomar conta do mundo.

E vi palavras saírem do dia a dia das pessoas, as mesmas palavras: honestidade, trabalho duro, honra e família.

Mas o que me deixa mais triste é saber que uma palavra tão importante ou mais importante que qualquer outra está sumindo... Liberdade.

Alguém já mencionou que no mundo só restarão cinco empresas, isso até que não me assusta, mas estou preocupado com o que restará de personalidade nas pessoas.
A diversidade cultural está aumentando ou diminuindo com a globalização dos meios de comunicação?
Com a massificação do ensino universitário estamos aumentando a sabedoria do mundo ou só produzindo profissionais em excesso?
Com a fragmentação da religiosidade estamos fazendo as pessoas acordarem ou ficarem mais perdidas ainda?
Qualidade de vida deve ser medida com um carro e casa financiados ou um sorriso no rosto?

Do jeito que a coisa vai, você não poderá mais ter essas dúvidas, será crime ou sacrilégio ter dúvidas, você será um componente de uma grande fabrica de energia destrutiva, onde o seu dia será definido por trabalho e repouso, e claro, terá seu carro e casa, mas liberdade será algo que nunca seu filho ou neto saberá o que é.

Tenho 34 anos, e tive a honra de ver todas essas mudanças. Vi lagoas e matas onde hoje só existe cimento e ferro. E pior, vi pessoas mais novas e mais velhas venderem suas almas, mesmo sem saber que estavam fazendo isso.

O mundo não para de crescer, e todos querem mais crescimento e enriquecimento, o preço a ser pago é alto.

O governo americano teve relativo sucesso em suas administrações nos ultimos 20 anos, no Brasil tivemos 20 anos de solavancos.
Os 2 últimos governos de FHC levaram o país a quase uma recessão, e votei em Lula para ver se algo mudava, mesmo sabendo que seria muito difícil para alguém sem nenhuma experiência administrativa e totalmente de esquerda levar um país do tamanho do Brasil. E agora posso ver que tudo que FHC fez de positivo está ameaçado, e pior, estamos caminhando para uma generalização, uma utopia enlouquecedora e religiosa.

Pior que um povo subalterno (coisa que já somos ao nascer) é ser um povo que não aceita mudanças ou que segue lideres fanáticos.

Os argumentos que escuto em favor de Lula:
_ Ele vai continuar com os programas assistenciais que dão R$ 50,00 aos pobres
_ Ele vai não vai privatizar nada (Isso é bom?)
_ Ele vai aumentar os salários (e apartir de 2010 o Brasil quebra, e os aposentados deixam de receber beneficios, pergunte a qualquer matematico ou gerente de banco)
_ Ele vai dar casa para o povo (O pior projeto habitacional que já existiu no país foi o de Lula)

Basicamente só me lembro dessas teses de defesa em prol do barbudo.

O que eu gostaria de ouvir:
_ Vamos acabar com o desmatamento (de verdade é claro)
_ Vamos pagar para o povo não ter filhos (controle da natalidade)
_ Vamos dar escola digna, saude e esporte (Relembrando o periodo militar, mesmo sem tecnologia, tudo isso era melhor naquela epoca)
_ Não vou comprar mais as midias de comunicação, não vou mais usar a maquina do estado em meu beneficio proprio e vou ter somente 12 ministérios.
_ Não vou mais tratar os nordestinos como idiotas, que eles se virem, assistencialismo é o cacete, vai trabalhar bando de vagabundo (Eu sou Pernambucano e moro em Pernambuco, adoraria isso)
_ Não vou dar áreas para plantadores de soja e pecuaristas
_ Os bancos que se fodam, vou baixar os juros!
_ Eu sou gay sim, uso essa porra de barba nojenta para manter a pose de guerrilheiro, vocês nunca notaram minhas viradinhas para as câmeras?
_ Acabou a moleza para filhinhos de senadores e deputados viciados, vou acabar com o trafico.
_ Imposto unificado, e sem beneficio para nenhum estado.
_ Controle de bebidas alcoólicas baratas e proibição de qualquer propaganda para álcool e fumo.

E por ultimo a mais importante:
_ Liberdade para todos, não vou mais manipular, oprimir e comprar meios de comunicação.

Bem, como nenhum governo do mundo teria coragem de propor isso, vou esperar que mais pessoas como eu lutem pelo direito de serem livres.



Tem mais gente querendo um mundo melhor:

How You Can Change the World

Saiba quem foi Martin Luther King
Postar um comentário