sexta-feira, 13 de março de 2009

Mad World Numb

Tem dias que a letra dessa música não sai da minha cabeça...

Como a Universal Music bloqueia a permissão de postar vídeos da carteira dela em blogs, vai ai um cover sem voz que ficou ótimo de se ouvir em elevador.



Ai ai... tem dias que estou tão Hitler... Tão... Ditador!

Como não tenho em quem mandar... Passo o tempo fazendo uma limpeza étnica mental:

_ Ali Wagner, mata aquele empresário escroto!
_ Wolfang! bala nesse monte de políticos mamadores!
_ Karl, solta logo essa bomba atômica nesses Gérsons!
_ Frida... Frida! Vai fazer a sopa mulher!

A dica do dia é tentar ouvir alguma coisa do China...
Um cara daqui de Recife que sempre foi comentado pelo José Teles, mas parece que ninguém lê jornal e como o Zé Teles ainda não tá no mundo online...



Comfortably Numb

Agora que já é madrugada, David Gilmour apareceu por aqui...
E como em uma alucinação, vejo o Richard tocando os teclados e abrindo essa música fantástica...
A letra é simples e parece bem direta, mas é arte, e tem vários sentidos. Aquele mais obvio da sensação de drogado (Que não é tão poetico mas se encaixa bonito em qualquer situação de quem descreve o mundo em nuvens), mas cada um pode tirar seu entendimento.
O Solo ficou tão perfeito, que mesmo sendo o Gilmour, acho que foi playback... Será? Nãoooo, acho que não... O Pink Floyd e o Rush nunca precisaram disso... Eles tocam exatamente igual seja em estudio ou ao vivo...


Postar um comentário