terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Onde foi parar a tal da coerência


















Se Zé Ramalho foi garoto de programa.
Se hoje a coisa tá tão feia que eu sinto até falta das musicas do Carlinhos Brown no carnaval.
Se quem luta para sair da miséria é morto na porta de casa.
Se o Moby vem para o Sul do país quase todo mês.
Se a feira do bairro do Cordeiro perdeu seus clientes para os supermercados.
Se o mundo inteiro é cada dia mais cético e ateu.
Se Twitter, Formspring, e sites de encurtar URLs são grandes negócios financeiros mesmo que não gerem 1 centavo de lucro (na verdade geram prejuizo) bombados.
Se pessoas que fazem declarações de amor publicas com juras eternas não ficam mais que 2 dias (após uma separação) sem tá se esfregando em um desconhecido(a).
Se pais tem orgulho de filhas que vão para o BBB atuar de puta-frenética-transloucada.
Se um vocalista de banda de axé diz ser contra o "fica" e a desvalorização do beijo.
Se Obama entrou no jogo de mascarar a realidade.
Se o Brasil é a oitava potência e vai gerir uma Olimpiada e uma Copa do mundo, sem ter sequer energia elétrica para isso.
Se ainda tem gente que produz sites em asp.
Me faz entender... Onde foi parar a lógica?
Tudo tende a incoerência.
Porra! Eu queria ser coerente!

Ah! Achei a fotos dessas duas vaquinhas ai, nesse maravilhoso post aqui.

(Se eu já estou chamando pirralhas de "vaquinhas"... Perdi a coerência ou estou sendo coerente?)
Postar um comentário