quarta-feira, 17 de março de 2010

When Love Takes Over

Tô com um post na gaveta para sair (talvez nunca saia), sobre minha relação de amor e ódio por Recife. Principalmente sobre os últimos dias e um tour que andei fazendo pelas ruas da cidade.

Por enquanto... Vou continuar musical!
E para não deixar de ser chato...
Já falei aqui da ultima rave que fui. Fiquei muito impressionado por não ver drogas ou gente caindo bebada.
Quem curte musica e tem coração, gosta de cantar e ouvir o que faz bem para a alma, e ai está a grande sacada dos melhores DJ's do mundo. De Paul Van Dyk a David Guetta, todos investem em músicas de letras curtas e positivistas, e nada que de longe lembre as música mais tocadas no paradão de sucesso. Mesmo assim, ainda existem milhões de pessoas que sonham com a paz, amor e um mundo sem alienação e drogas.

E para tirar a impressão que sou metido a Indie (devido ao post anterior), lá vai uma que toda o dia inteiro em rádios, nem por isso deixa de ser maravilhosa:

David Guetta - When Love Takes Over (Feat.Kelly Rowland)


Se você é negra, linda como a Kelly Rowland (lembra do Destiny's Child?), acredita que seja mais bonito essa sensualidade e charme exibido no clipe, ou prefere balançar os glúteos como uma gelatina treme-treme?
Tudo bem, irão me falar que a Kelly ficou apagada e a Beyoncé rebolando ficou rica.
Para provar que não tenho preconceito, assumo que meu ouvido acha melhor a voz da Beyoncé (Isso ela cantando Blues). Mas a Kelly sendo mais discreta (bem mais) ficou mais bonita com o tempo, não deve ter uma conta bancária no vermelho, e não precisa de regime, como a citada ex-colega de trabalho :D

Ah! E para adiantar a babação que irei fazer em prol do Recife, conheçam o Club Nox

Quem sabe o David Guetta não aparece na Nox esse ano  :D
Postar um comentário