quarta-feira, 26 de maio de 2010

Top 50 The Next Big Thing

Se você comprou um desses, também deve ter ações da Fisker... Adora o risco, né?


Esse negócio de lista é coisa para mulher, com exceção de lista de músicas e lista de qualquer coisa relacionada a dinheiro. Porque mesmo com toda a mudança social e liberdade feminina, Freud ainda dita a regra: O macho alpha tem que ter grana para bancar a fêmea.
Tudo bem, Freud era boneca e não imaginou que mulheres poderiam “comprar” homens para gerar filhos.

Agora falando sério...

O The Wall Street Journal (vi isso graças ao anuncio na Soasta) listou as 50 empresas de capital aberto que são aposta certa (The Next Big Thing). O que me chamou a atenção?

1. Muitas delas são empresas de tecnologia voltadas a Internet. Isso me deixa animado, afinal eu ganho com isso, por outro lado, vejo que muitos investidores ainda não entendem o negócio Internet. Bio Ciências na minha opinião deveriam ter pelo menos 40% de participação nessa lista. Outros 20% para empresas ligadas a economia de energia e meio ambiente. Os 40% restantes poderiam ficar com as empresas de TI.

2. A lista trás empresas que eu apostava, mas não vou negar que me assusta ver a Fusion-io Inc. como segunda da lista. Gilt Group Inc. em 19º, Glam Media no 13º, Fanfare Group 17º, fora outra tonelada de empresas totalmente desconhecidas e que (como nos anos 90) não passam de idéias loucas.

3. Das empresas relacionadas à Internet que achei muito justo, uma delas é a Zoosk (72), que tem uma ferramenta de “namoro” baseada em localização e perfil. Ainda não chegou nem perto de uma das minhas idéias sobre ferramenta de “socialização” (pensada a uns 6 anos atrás e que ainda hoje seria muito avançada e dependeria de celular ou um “aparelho”). As empresas de Cloud Computing, como a citada SOASTA merecem aparecer na lista.

4. Fisker Automotive Inc. que foi fundada em 2007, com a proposta de fabricar carros esportivos ecológicos aparece em 8º. A empresa tinha um aporte de US$ 115 Milhões em janeiro, e apostava chegar em março com US$ 529 Milhões. Se você for investidor, olhar para as empresas automotivas, e ainda a crise no mercado financeiro que não estancou, você investiria em uma empresa de carros? Ainda mais, com 3 anos de vida? Por isso existem os VCs :D (Ah! Meu antivírus encontrou alguns Trojans no site da Fisker, e isso fez o site não abrir corretamente).

5. A Zynga, desenvolvedora dos jogos FarmVille e Mafia Wars entre outros, ficou no quarto lugar. Particularmente eu não consigo gostar de games desse tipo, mas os números mostram que muita gente gosta (eu também nunca cliquei em um link patrocinado, mas tá ai o Google dominando o mundo para provar que sou um alien).

Essas listas deveriam servir de estudo para nossos investidores. O Brasil é um país lotado de problemas, mas não faltam mentes criativas e boas idéias. Já é mais que provado que o mercado aberto criou muitos problemas, mas cabe aos defensores do sistema capitalista colocar a casa em ordem. Já passou do tempo do Brasil investir de verdade em educação e capacitação, e se formos esperar pelo governo isso nunca acontecera. A população que participa da Internet deve triplicar em tempo recorde, podemos ficar olhando empresas americanas criarem softwares multilinguas e distribuí-los em segundos por download, ou podemos usar a nossa criatividade, malandragem (por que não?) e capacidade para criar empresas novas, olhando para o planeta, não só para nosso quintal.
E eu aposto que daqui a um tempo, empresas brasileiras estarão na “Top 50 The Next Big Thing”.
Postar um comentário