quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Qual o processador Multicore mais rápido?

Trabalho com projetos que envolvem Hardware para computação ciêntifica e Cloud Computing. Já faz algum tempo que alerto que a escolha do processador deve levar em conta a aplicação a ser utilizada.

Temos hoje no mercado processadores de 6, 8 e 12 cores. Podem ser montados em maquinas com 1, 2 ou 4 "monstros" desses. Ou seja, 24 ou 48 cores de processamento por servidor.

Em recentes "reviews" com diversos tipos de aplicações, a AMD continua sendo a melhor para aplicações em SMP, devido a sua tecnologia de barramento (Hypertransport) mesmo antiga, ainda ser equivalente a nova arquitetura Nehalem da INTEL.

A Intel passou a ser líder em processamento para aplicações de Render 3D - Onde maior freqüência e número de cores fazem a diferença.
Quem é o mais rápido?
Para conhecer os modelos mais rápidos atualmente, vale a pena dar uma olhada nessas comparações simples:

AMD Opteron 6174 vs Intel Xeon X5650 Review

Intel Xeon X7560: Nehalem EX Review

Se observar esses dois Reviews, irá notar que processadores mais antigos e com menos cores, conseguem se sair
até melhor em algumas aplicações que os novos modelos com 6, 8 ou 12 cores. A aplicação é que faz a diferença.


Métrica Padronizada

Para quem gosta de teste mais elaborados e guiar sua escolha por padrões de mercado, o mais famoso é o
Spec.org (muito utilizado em licitações públicas na modalidade técnica e preço)

Veja qual o processador mais rápido em velocidade de processamento e barramento:

SPEC CPU2006 (Speed)
All SPEC CINT2006 Results Published by SPEC (Número inteiros)
All SPEC CFP2006 Results Published by SPEC (Ponto Flutuante)

SPEC CPU2006 (Throughput)
All SPEC CINT2006 Rates Results Published by SPEC
All SPEC CFP2006 Rates Results Published by SPEC


E o Sistema Operacional?

A arquitetura sendo Intel ou AMD ainda depende de um outro fator, o Sistema Operacional.
Sua aplicação pode sofrer uma grande diferença de performance dependendo do Sistema Operacional escolhido. Na verdade o desenvolvedor na hora de escolher que plataforma irá compilar seu Software, deve levar em conta o tipo de serviço que será ofertado. Assim como os jogos são mais rápidos para Windows, aplicativos que precisam de multiplos acessos como um banco de dados, normalmente rodam melhor em ambientes Unix/Linux. Veja esse exemplo abaixo:

Cena Renderizada em Windows 2008 Enterprise R2 (64bits)


A mesma cena, renderizada no mesmo equipamento usando Linux Suse SLES 11

Note que além de mudar por completo o "Ranking" dos processadores, o tempo de render diminuiu sensivelmente (quanto menos tempo, mais rápido o processador e claro, a finalização do trabalho)
Fonte: Anandtech


Consumo de Energia
Outro fator que deve ser levado em consideração caso você esteja envolvido em projetos de Clusters, Renderfarms ou Datacenters
é o consumo de energia. Não acredite em mitos da indústria, como a idéia de que Servidores Blades economizam mais energia.
Isso só acontece efetivamente se os processadores utilizados forem versões de baixo consumo, caso contrário, suas Blades podem
até exigir um sistema de refrigeração mais caro e de maior consumo. As Blades são excelentes para quem não tem espaço físico
suficiente para servidores tradicionais. Vale a pena estudar bem seu projeto e dimensionar o equipamento correto.
O que me deixa mais intrigado é como as novas CPU's da Intel com seus 8 cores conseguem consumir 130w, contra 105w de um Opteron 6176 SE (Magny-Cours) que possuem 12 cores... E são na verdade 2 processadores Stanbul de 6 cores encapsulados juntos. É evidente que a nova arquitetura Nehalen sai na frente em diversas aplicações de mercado. Cabe ao comprador fazer um estudo do custo (as soluções Intel ainda são as mais caras) e performance, e isso vem ficando mais difícil a cada dia.
Postar um comentário