quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Voice: An Acoustic Collection

Tudo bem, vamos economizar seu tempo, vou falar de música (pronto, eliminei 90% dos que visitam o blog).

E se eu falar que é o disco novo do Delerium? E se eu falar que não são músicas novas, mas sim antigas (tem 3 novas) com as veteranas vocalistas? Tá, e é ACÚSTICO!
Tudo bem, como o som é gerenciado pelo Rhys Fulber e Bill Leeb (As mentes do Front Line Assembly, Synæsthesia, Skinny Puppy, Fauxliage e outros), é praticamente impossível acreditar que isso é acústico, a qualidade é de precisão suiça, japonesa e alemã, somadas.

Outra novidade? Tem uma vocalista nova. Quem? ELSIANE!!!
E o cara me passou o link para esse tesouro sem nem imaginar o quanto eu sou fã da Elsiane e do Delerium (Conjure One, que é uma versão mais world music do Delerium, aparece nos meus Top do Last.fm - Também é um projeto do Fulber & Leeb)


01. Send Me An Angel (Previously Unreleased) (Feat. Miranda Lee Richards)
02. Dust In Gravity (Acoustic) (Feat. Kreesha Turner)
03. Too Late, Farewell (Previously Unreleased) (Feat. Butterfly Boucher)
04. Silence (Acoustic) (Feat. Sarah McLachlan)
05. Innocente (Acoustic) (Feat. Leigh Nash)
06. Vienna (Previously Unreleased) (Feat. Elsiane)
07. Lost And Found (Acoustic) (Feat. Jal)
08. Flowers Become Screens (Acoustic) (Feat. Kristy Thirsk)
09. Love (Acoustic) (Feat. Zoe Johnston)
10. After All (Acoustic) (Feat. Jal)
11. Orbit Of Me (Acoustic) (Feat. Leigh Nash)
12. Touched (Acoustic) (Feat. Rachel Fuller)

Voice: An Acoustic Collection é um apanhado dessas versões que ainda não haviam chegado aos ouvidos do mundo. Todas as vocalistas sem exceção, são donas de vozes poderosas e angelicais. O Delerium praticamente lançou a carreira solo ou em outras bandas de cada uma delas.

Tive que interromper meu saudosismo de musicas eurodance anos 90, nesse momento estou ouvindo a estridente voz da Jaël em "After All", e os anos para ela parece que não passam.

Será sem dúvida o disco mais ouvido até o fim do ano (aqui no meu notebook é claro).

E já que falei do Rhys Fulber e Bill Leeb, o FLA (Front Line Assembly) também tem disco novo na praça: Improvised Electronic Device, que trás em uma das faixas (Stupididy) o malucão do Al Jourgensen (Não, não é o Seu Jorge versão canadense), é o vocalista do Minisry! Yeah!


1. "I.E.D." 6.35
2. "Angriff" 6.43
3. "Hostage" 6.57
4. "Release" 5:21
5. "Shifting Through The Lens (Extended Version on American Release, Edit on European Release)" 6:06
6. "Laws Of Deception" 5:21
7. "Pressure Wave" 4:58
8. "Afterlife" 5:57
9. "Stupidity" (Featuring Al Jourgensen) 4:15
10. "Downfall" 8:06
11. "Day Of Violence" (Only on the Deluxe Edition) 8:27
12. "Attack The Masses" (Only on the Deluxe Edition)

Pois é isso, um disco com princesas e outro o bom e velho rock industrial eletrônico com sangue escorrendo pelas cordas das guitarras e sintetizadores!

Imaginar que os mentores de projetos tão diferentes são os mesmo caras é no mínimo inusitado.

Se você chegou até aqui, não poderia ficar sem um presente, né?

Postar um comentário