segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Era uma vez...

Mais um post requentado do baú!
Esse é de 26/02/2008. Lembrei dele depois de ouvir mais uma maravilhosa versão de "C'era Una Volta Il West".
E se você também é viciado em música, tem alma para vibrar junto com as cordas vocais da interprete (Arianna Rondina), os celos e violinos, segura a onda (como sempre, aconselho um bom headphone):
C'era Una Volta Il West - Ennio Morricone

Era uma vez no Oeste

















Música é a única coisa capaz de acalmar (ou incitar) feras das mais ferozes.

Escutei Ennio Morricone pela primeira vez quando tinha uns 7 anos.
As noites na casa da minha tia eram acompanhadas por primos bem mais velhos e sua orda de amigos. Eu lá, pivete, no meio dos marmanjos.

Eram sessões quase que semanais de filmes em preto e branco, indo de Tarzan ou Batman & Robin (Classic) a filmes de terror e Westerns.

Acho que passei a ver filmes com o coração já nessa época. Gostava de ver toda aquela porcaria mal acabada dos filmes B (Gosto até hoje!), e rir das coisas absurdas. Mas quando o filme era enigmático e fechado, me empolgava.

Não tem como esquecer “Era uma vez no Oeste”.
Que mulher linda era aquela?
Como diabos esse cara é tão corajoso?
Nossa! Que mira!
Eita! O pau vai comer é agora!!!

Hoje vejo que mesmo analfabeto de cinema e com uma cultura de criança de bairro pobre, meus olhos e ouvidos não tinham barreiras para a arte.
O diretor italiano Sergio Leone costura toda sua obra com uma trilha sonora assinada por Ennio Morricone, outro italiano que tornou as soundtracks para cinema algo tão grandioso e mágico como as operas.

Esqueça que você não gosta de Western, mesmo sem nunca ter visto um. Esqueça que música clássica é coisa para velhos. Esqueça que filme precisa ser milionário para fazer você rir ou chorar... Corre na locadora e veja esse fantástico filme. Se você não ficar grudado na tela, sentir o cheiro das roupas sujas dos cowboys... Não se apaixonar pela Claudia Cardinale... e não vibrar com toda a sincronia musical (lembrando que a tecnologia é de 1969), esqueça, você não gosta de cinema, e muito menos de música.

OBS:
# A Obra de Ennio Morricone é tão vasta que existem blogs especializados no assunto:
Morricone Lover
Mondo Morricone

# Era uma vez na América é outra parte da trilogia que é imperdível para amantes da sétima arte.

# Ainda não vi Era uma vez no México :/ (Que é como deveria chamar o segundo filme da trilogia, mas aqui no Brasil ganhou o nome de Quando Explode a Vingança)

Para ficar com água na boca... olha aqui:

Ennio Morricone - Il était une fois dans l'Ouest (Concert)


 Se você tem 13 anos e ainda não sabe que música clássica é puro Rock and Roll, olha essa versão:
(Tenha paciência, espere um pouco, veja até o final)

Ennio Morricone (once upon a time in the west)
Postar um comentário