domingo, 8 de maio de 2011

Mãe só tem uma... Mentira!


Eu tenho uma mãe. Não, você não entendeu... EU TENHO UMA MÃE!
E minha querida mãe pode não ser o modelo de mãe ideal para esses tempos modernos de pessoas que vivem de espelho, procurando ser o que aparece nas fotos das revistas ou nas novelas.

Eu tenho uma mãe...

Mãe daquelas do tempo que filho não crescia em creche, ou passam o dia sem contato com os pais, e crescem com o modelo educacional imposto por educadores da moda, gente que sequer tem filhos mas escrevem livros que viram Best Sellers.

Porém, o livro mais vendido até hoje sobre bebes é o “Vida de Bebê“ do Dr. Rinaldo De Lamare. Mães carinhosas e duronas que desejam cuidar de uma vida, já leram esse livro. Talvez minha queria mãe não o tenha lido, mas eu só tenho a agradecer por ter crescido em um ambiente cheio de problemas, conturbado e pobre.

Me tornei o durão mais coração mole da história, e para minha felicidade, não tive só uma unica mãe.
Estou indo nesse momento ser o cheff do rango do dia das mães na casa de Dona Edna, mas ligarei para minha outra mãe, Ana e ainda mandarei beijos e abraços para todas as outras mães que já tive e não estão mais por aqui nessa terra.

Temos várias mães e pais durante a vida, não custa nada você ir ali abraçar alguém que cuida de você.

Dona Edna, se prepare, vou quebrar umas 3 costelas suas hoje!  :)

Ah! E como a vida sempre se renova, darei muitos cheiros na minha sobrinha mais nova, Theodora, a encantadora e linda filha da minha irmã Therezinha, que é a mãe mais bobona da terra.

Felicidades para todas as mães bobonas que ainda restam nesse mundo!


Hammock - Breathturn from David Altobelli on Vimeo.
Postar um comentário