terça-feira, 3 de janeiro de 2006

OK Computer

Sei que ninguém lê as besteiras que escrevo. Sei que só algum acidente causado pelo Google pode jogar um desprecavido internauta aqui nesse Blog, mas vale o alerta...
Se você é depressivo e com tendências suicidas, não leia nada aqui, muito menos o que vem logo abaixo.



OK Computer pode ser só mais um disco na prateleira, mas se você está... Digamos... Triste com o mundo, desiludido, confuso, revoltado ou simplesmente não entende o universo e o motivo da sua existência, esse disco pode conseguir piorar as coisas.



Mas se você é um felizardo, como eu, e adora escutar letras inteligentes, com sentimento verdadeiro, e algo mais que psicodélico, esse vai ser um disco inesquecível como o primeiro beijo (Juro que não sei quem inventou esse negocio de primeiro beijo, eu não lembro nem to ultimo).

A primeira música:

Airbag

In the next world war
In a jackknifed juggernaut
I am born again

In the neon sign
Scrolling up and down
I am born again

In an interstellar burst
I am back to save the universe

In a deep deep sleep of the innocent
I am born again

In a fast german car
I'm amazed that I survived
An airbag saved my life

In an interstellar burst
I am back to save the universe

In an interstellar burst
I am back to save the universe



Airbag

Na próxima Guerra Mundial
Em uma curva fechada de um caminhão (Essa tradução nã0 é minha)
Eu nasço de novo

Em uma sinaleiro de neon
Correndo para cima e para baixo
Eu nasço de novo

Numa explosão interestelar
Eu estou de volta para salvar o universo

No profundo sono da inocência
Eu nasço de novo

Num carro alemão veloz
Estou impressionado por ter sobrevivido
Um airbag salvou minha vida

Numa explosão interestelar
Eu estou de volta para salvar o universo

Numa explosão interestelar
Eu estou de volta para salvar o universo
Postar um comentário