sábado, 8 de março de 2008

Ah! Mulheres! Esse é seu dia!

O poder de ser mãe, o poder de alimentar a partir do seu próprio corpo, o poder de seduzir, o poder da pele lisa, o poder do cheiro inebriante dos feromônios naturais ou não, o poder da interpretação teatral, o poder do choro comovente, o poder da guarda dos filhos, o poder de tornar qualquer discussão algo infinito (mesmo ganhando a batalha), o poder de não precisar pagar a conta, o poder de esperar a porta ser aberta, o poder de ser frágil e ao mesmo tempo tão forte... O poder de lutar pela igualdade quando ela já existe, o poder de crescer seu domínio como uma amazona, dominando uma terra selvagem e cheia de homens que cedo ou tarde serão seus escravos.

Fazer o que né?
Nos sofremos, ficamos com o contra-cheque menor, tentamos entender o que não tem sentido, mas mesmo assim, não conseguimos viver sem vocês, oh! Maravilhosas mulheres!

Para as contemporâneas fãs da Julia Roberts (Putz, essas são as feministas modernas – A Júlia Roberts é feia pra caralho, mas as mulheres à idolatram graças aos papeis de mulher destruidora de homens, vai entender esse ser...)

She - Elvis Costello



Para as saudosistas (Ai vovó, essa é pra você... Você senhora hippie que sobreviveu as drogas e sexo livre, que hoje dá beijos nos netinhos com essa boca que já...)

Procol Harum - A whiter shade of pale 1967



Para as intelectuais, de ouvidos afinados e que provavelmente trabalham em redações de revistas ou jornais, tem mais cabelo no peito que Tony Ramos, vocês queridas mulheres desprovidas dessas frescuras estéticas... (Hahahahah! Perdi umas 4 leitoras agora! Hahahahahaha!)

Bach, J.S. - "Air" Orchestral Suite N° 3 in D Major_BWV 1068


[Essa música é um dos “passos” da Suite Nº 3 BWV 1068 de Bach. Deve ser ouvido de um CD, em um quarto escuro. De preferência com um ambiente sem cheiro, sem luzes fortes, onde você se jogue no século 17. Fui revirar caixas por aqui até achar o CD, Music Maestro – BACH – Genius Of The Baroque. Essa preciosidade é tocada pela Orquestra Sinfônica de Moscou do Centro Stas Namin, e regida por Constantine Krimets. Contando ainda com o Coro Russo Portress, Lyudmilla Korzharina (Alto), Mikuail Volcuik (Harpa) e Jaroslav Krasnikov (Violino). Se tiver a oportunidade compre esse CD, é uma das obras mais maravilhosas de um ser humano, isso se o Senhor J.S. Bach for humano]

No fundo, não dá para viver sem vocês! Eu sei bem disso...
Feliz dia internacional das mulheres!
(Tem dia gay, dia das mães, dia das crianças... Tudo bem, nos machos somos fortes, vivemos sem isso... Buaaáááá!!!!)

PS: Espero que nenhuma feminista mau humorada apareça por aqui!
PelaMordeDeus, não me levem a sério.
Postar um comentário