terça-feira, 10 de agosto de 2010

Luxúria, Som da Morte

Todos sabem... Eu sou quase um pastor ortodoxo.
Preconceituoso... Radical, conservador, falso, etc...
Deve ser por isso que demorei a escutar The Raveonettes, afinal, com um disco com título de Lust Lust Lust (Luxúria Luxúria Luxúria) eu não imaginava nada conservador.

Mas...
A curiosidade e tantas e tantas referências me empurrando ao mal caminho, fui conferir...
Não é que o trem é bão!!!

The Raveonettes - Black White


Achou o som endiabrado e não conseguiu deixar o esqueleto parado?

The Raveonettes - Candy


"Docinhos"? Armas? Dançarinas de lingerie?
Lembra, avisei... Coisa de demo!

The Raveonettes - The Last Dance


E como eu não conseguia parar de chacoalhar, fui falar com um amigo também adepto da moral e dos bons costumes (eu sempre divulgo minhas descobertas musicais, mesmo as atrasadas e endiabradas)

Ele não me respondeu, fez um print screen da tela do iTunes:

Isso me cheira a bares de paredes verdes e vermelhas...
Galpões e bairros escuros de São Paulo.
Nunca viu nenhum clipe né, sei...

Ah! O título é uma das músicas do disco Lust Lust Lust.
E como a banda mais ouvida dos últimos dias foi Puscifer, esses The Raveonettes são doces criaturas angelicais :)
Postar um comentário