terça-feira, 3 de agosto de 2010

ReGeneration - O filme

Na verdade, não é bem um filme, é um documentário.
Eu sei, você ai me acha um chato. Vivo pegando no pé da Geração atual. É inaceitável em um mundo democrático odiar Lady Gaga e o Lula, e eu os odeio. Eles não me fizeram nenhum mal diretamente, eles são só dois exemplos do que nosso mundo se tornou, uma grande boca devoradora de produtos.

E a cada dia que amamos a liberdade de expressão, mais e mais pessoas que se mostrarem contra o que é consenso em números exibidos pela mídia, será exposta ao ridículo.

Não é ridículo ser Lady Gaga. Não é feio enganar e mentir, desde que você esteja levando algum benefício, essa é a lei de hoje. Existe uma grande apatia das pessoas modernas, elas simplesmente não precisam se preocupar com a ordem das coisas, tudo se organiza automaticamente. Dá noite para o dia a sociedade mundial se tornou Taoista, onde é só deixar que tudo se resolve sozinho.
Eu até concordo com a filosofia do Tao, porém, eu sei que se deixar uma criança colocar o dedo em uma tomada, ela pode aprender que ali não é lugar para se tocar, ou pode morrer. Eu devo ficar inerte a isso?

Você ai jovem, Geração Glee... Pode morrer defendendo a Lady Gaga ou qualquer outra criação abominável dessas (e não são poucas). Não é a primeira vez que o mundo endeusa figuras patéticas. De imediato me lembro dos Menudos, um grupo de garotos criados para vender discos e posters para jovens adolescentes.
A grande diferença entre o grupo de Porto Rico e da musa do mau gosto (em qualquer tipo de estética), é que a Gaga está mais para Marilyn Manson. E mesmo que eu goste do primeiro disco do Manson e ver seus clipes bizarros, ele não é, e nunca foi um simbolo estético para mim, sempre foi o que é, um produto.

Chegamos ao ponto...
Essas figuras "políticas" e "artísticas" descobriram um modo de ganhar a vida, chocando. Primeiro cria-se a imagem do produto, a mídia cria um caminho para tornar o que é escolhido (por eles) um sucesso, e pronto.
Só que o mundo vem retrocedendo. As pessoas por possuírem menos conhecimento se apegam ao fácil e banal, com maior tendência ao bizarro.
Não importa se Lula fez ou não tudo que promove, o que vale é exibir os feitos, mesmo que eles não sejam fáceis de mensurar. Se você é desses que acredita que crescimento ecônomico é o melhor índice para sua vida, ok, eu lhe entendo, que pena você não fazer parte dos não-alienados.

Nesse momento alguém mais sábio está dizendo:
"Nossa! Como esse cara é grosseiro, está chamando seus leitores de alienados"

Bem... A Skol faz isso o tempo todo, e não é subliminar, é diretamente aos seus consumidores. No lugar de se revoltar e tomar outra cerveja, a "galera" passa a imitar as propagandas.

Na internet não é difícil encontrar os famosos "testes de QI". E se já é algo estranho imaginar que alguém irá clicar em uma propaganda para medir seu Quociente Intelectual, imagina só clicar em banners que carregam a pergunta: "Você é um idiota?"



Cadê o documentário?

Tá aqui: ReGeneration
A descrição do filme:

Além dos rótulos de "Geração X" e "Geração Y", o documentário ReGeneration tem um olhar descompromissado sobre os desafios dos juvens e jovens adultos de hoje, e as influências que perpetuam a nossa cultura da apática pela política e causas sociais.

Focado na forma como a educação de hoje, pais e mídia podem moldar-nos, o filme segue três diferentes estilos de vida que representam a geração de hoje. Cada um traz sua perspectiva única - a partir de um coletivo de músicos inspirados que trabalham fora do sistema corporativo, a uma família tradicional de vinte e poucos anos sobre o nascimento de seu segundo filho, e um grupo de cinco estudantes do ensino médio da periferia procurando seu lugar na sociedade. Suas histórias são intercaladas com o conhecimento, sabedoria e reflexões pessoais de alguns dos principais estudiosos do país, ativistas sociais e personalidades da mídia, inclusive Andrew Bacevich, Noam Chomsky, Talib Kweli, eo falecido Howard Zinn, entre outros.

Dentro do filme, a discussão da apatia encontrada na geração de hoje leva à exploração da tecnologia, a nossa desconexão com a natureza, o quanto nós consumimos, nossa perda da história, e os fatores econômicos que movem muitos de nós, para voltar a ser participantes ativos em nossas comunidades . Com um grupo tão variado e inteligente de entrevistas, chegamos a uma compreensão mais profunda das numerosas influências que moldam a cultura de hoje, onde um sentimento universal é compartilhado - a nossa sociedade se encontra numa encruzilhada, econômica, ambiental e intelectual - e devemos mudar a nós mesmos e o mundo para melhor.

REGENERATION É A HISTÓRIA DA GERAÇÃO DE HOJE ...

Ah! A história é narrada pelo Ryan Gosling, lembra... O Mundo de Leland


"ReGeneration" Teaser from Brian Dickett on Vimeo.

Tudo bem, você vai continuar votando no Lula e adorando a Lady Gaga. E eu aqui, tentando...
Postar um comentário