sexta-feira, 20 de maio de 2011

Para onde estamos indo?

Passei parte da semana visitando fornecedores de Hardware em São Paulo. Além do obvio, das caixas e produtos para classe C, vi coisas bem interessantes, como o Tablet MyPAD da STi (Semp Toshiba), que já chega ao mercado levando o Android a um numero gigantesco de alunos de uma faculdade do RJ. São 270.000  tablets disponibilizando todo o material educacional na tela touch. Adeus papel.



Na ASUS, vi notebooks com 16GB de RAM, telas 3D, espaço para 2 HDs de 7200RPM e gravador de Bluray, tudo no mesmo pacote. Os notebooks com processadores C50 da AMD também estão chegando.
Estou na cola do Eee Pad Transformer, que parece brinquedo (talvez seja), mas já vem com o Android 3.0 Honeycomb, duas cameras, multi-touch, Nvidia Tegra 2, USB, HDMI e... 16 horas de bateria. Quer mais? 30% mais barato que o Apple iPad, e ainda vem com um teclado destacável.

Com a Apple eu vi com os próprios olhos um sujeito arremessar um MacBook Air de 11" no chão, joga-lo de todas as formas em cima da mesa, com ele ligado. O maior prejuízo foi limpar o bicho, já que o chão estava meio sujo. O mais curioso foi ouvir do cara que o pequeno e fino notebook não era da empresa, e sim dele. (Se custasse mais baratinho, seria minha escolha para meu próximo notebook)

Mas tudo isso é só lata com uns chips soltados. O legal mesmo é o que ainda vem por ai...

Com os Tablets inundando o mercado, cada vez mais teremos ofertas de soluções nas Nuvens, jogos e sistemas rodando via Internet, redes mais rápidas, e pasmem, corre o risco do mercado de tábuas digitais fazer o mundo economizar energia e papel.

Além da demanda maior do que qualquer futurólogo previa, o terremoto no Japão afetou a produção de componentes, principalmente baterias... Ouvi histórias de que o iPad 2 está sendo vendido nos EUA até no cambio negro, ao precinho de US$ 1,800.00. E tem gente comprando assim mesmo.

Se você é programador, deveria dar uma olhada nas maluquices que apareceram no ultimo Google I/O 2011.

E se ainda tem dúvidas sobre as maravilhas do HTML 5, clica na imagem abaixo (com o Chrome, é claro):


Isso mesmo, filme em 3D (poucos polígonos, é claro), direto no Browser. Se gostou da trilha sonora, olha ai quem são os donos:

Danger Mouse & Daniele Luppi - Black - starring Norah Jones




O Valor de Nada
Tenho a saudável mania de sempre comprar um livro quando viajo, e se você acredita que estou virando um consumista-capitalista-imperialista, vai ai a dica de um livro que é um chute nos ovos dos americanos, O Valor de Nada, do indiano Raj Patel (quer dizer... Londrino :). Só li a metade, e sei que ao chegar no final, ou irei amar ou odiar essa obra. Inclusive, o cara é chamado de Rock Star da Justiça Social... Hahahah!



Anathema
Já virou lenda urbana. Show do Anathema cancelado. Se alguém ai precisar de passagem Recife-São Paulo saindo dia 3 e voltando dia 6 de junho, tenho para vender barato feito bolo de goma. Diz a lenda que um produtor argentino melou todo o negócio, e agora? Até minha banda preferida se rende aos conceitos ultra-capitalistas. Vou terminar virando cubano (mas perai, Cuba ainda é socialista?).

Postar um comentário